Retalhos que viram calçados

Um calçado é apenas a soma de suas partes? Tá aí uma pergunta interessante. A gente acredita que a soma das partes é, sim, importante. Tanto é que achamos essencial expor o processo produtivo de cada par para que você saiba o que está calçando.

E sabe de uma coisa? É com o coração tranquilo e cheio de alegria que a gente fala sobre os materiais que formam cada calçado produzido por aqui. Afinal, nos esforçamos para garantir um destino de aventuras para cada retalho com o qual nos deparamos. E é desses retalhos que vamos falar neste textinho cheio de intenção. <3

Se você é tipo a gente e gosta de saber de onde vem os produtos que você usa, cola aqui que nós vamos contar um pouquinho mais sobre como é formado o Dkowski que envolve seus pés.

Partes do Calçado

Vamos começar do início. Você sabe de que partes é formado um calçado? Aqui, todos os nossos calçados possuem, ao menos, 3 elementos:

Solado: a parte que fica em contato direto com o solo.

Palmilha: a parte que fica bem abaixo da planta do seu pé.

Cabedal: aquela parte de cima que envolve seu pé e mantém a sola e a palmilha por perto.

E algum deles, recebem um detalhe extra: a fivela.

Fivela: a partezinha que permite abrir, fechar e regular o cabedal para que se ajuste ao seu pé e fique confortável.

Parece simples, não é? E é mesmo. Tanto é que a gente monta essas partes todas manualmente. Inclusive, antes de montar, a gente cria, desenha e corta cada parte com as mãos também. É tanta mão na massa por aqui que quando nossos calçados finalmente sentem um pé pela primeira vez, a sensação é quase mágica. Para eles, cada toque de um pezinho é um momento muito especial. <3

Premissas de um Calçado

Só de entender melhor as partes do calçado, já dá para ter uma ideia do tipo de material que precisa ser usado em cada uma, não é?

O cabedal precisa de um material mais moldável, pois tem que ser super confortável. Pode ser um pouco mais fino e delicado também, já que fica em contato direto com o topo do nosso pé, que normalmente é um tanto sensível.

Já o solado precisa ser firme e resistente, mas flexível o suficiente para garantir uma passada equilibrada. A palmilha, por sua vez, precisa garantir o conforto e ser leve e macia. E a fivela precisa ter um bom revestimento para ser resistente às ações do tempo.

Calçado de Retalhos

Se você já tinha imaginado tudo isso, acertou! Essas são as premissas para um calçado bacana e de qualidade. Mas lembra de quando a gente falou sobre como tudo começou na Dkowski? Lá no nosso texto sobre a história da marca, você deve ter percebido algumas palavras essenciais:

- Sustentabilidade

- Design

- Curiosidade

Essas palavras estão presentes em todas as decisões tomadas por aqui até hoje. E isso vai da escolha dos materiais ao novo molde de cada modelo.

A palavra sustentabilidade é levada a sério por aqui: acreditamos tanto no uso de recursos até realmente não dar mais, que todas as partes dos calçados que produzimos são feitas com retalhos.

Todas.

Até o solado?

Sim, até o solado.

Mas até a fivela?

Aham. Até a fivela.

E isso garante uma coisa muito importante:

Aqui, cada modelo de calçado é único

Mesmo. Por isso que na descrição só tem uma numeração e uma cor.

Porque aquele calçado só foi produzido daquele jeitinho.

Bem exclusivão.

Como os seus pés - e os pés de cada pessoinha nesse planeta.

Aliás, você pode conferir todos que estão disponíveis no momento aqui.

De onde vêm os retalhos de cada calçado?

Ok, vamos voltar aos materiais.

A resposta curta para esta pergunta é: os retalhos vêm da indústria calçadista.

A explicação mais longa é assim:

Quando se produz uma coleção grande para marcas de larga escala, é muito comum sobrarem diversos materiais que foram comprados em grande quantidade e que não precisaram ser usados.

E o que são algumas dezenas de fivelas sobrando para uma empresa que comprou milhares delas não é? Como essa empresa não faz coleções pequenas, essas fivelas não conseguem ser reutilizadas em novos modelos lá dentro. Afinal, a quantidade que restou não seria suficiente para uma nova produção.

Ou seja, o destino óbvio dessas fivelas e de todos os retalhos de outros materiais de cabedal, solado e palmilha seria o descarte.

Mas nós vemos cada uma dessas pecinhas como algo muito especial! Cada fivelinha ou retalho são únicos e podem ser reutilizados com criatividade para envolver um pezinho de um jeito exclusivo. O descarte de um, é o tesouro de outros - é assim que fala, né?

E, por aqui, a gente adora transformar cada descarte em um tesouro para você!

Você já calçou um retalho hoje?

Se tem uma coisa que levamos a sério é a sustentabilidade em que se baseia cada Dkowski que passeia pelas ruas. Um calçado não é apenas a soma das suas partes. Ele é toda a intenção por trás de seus materiais e de sua criação.

Montar calçados com a consciência do reaproveitamento é a nossa forma de oferecer pouquinho mais de intenção ao mundo.

Qual a sua intenção ao caminhar por aí?